O que é Yoga?

O Yoga que vemos com posturas físicas (asanas) em escolas de Yoga não é essencialmente Yoga em forma completa. É uma pequena parte de Yoga. As aulas de Hatha Yoga, Asthanga Yoga, Yoga Integrativa, Power Yoga (dentre outras aulas de Yoga), são somente uma pontinha do iceberg e são maneiras que auxiliam a cultivar a conexão consigo mesmo.

O Yoga é uma filosofia milenar, que tem suas origens no oriente sendo a Índia o berço desta. A dificuldade é estabelecer uma data de origem do Yoga justamente por  esta filosofia ser tão antiga. Os primeiros textos registrados que se tem conhecimento são os Yoga Sutras (são 196 afirmações curtas, e estes divididos em quatro capítulos). Os Yoga Sutras foram expostos por Patanjali, que codificou e sistematizou o Yoga. Porém, o Yoga já era citado nos Vedas (escrituras sagradas – dharshana), no Samkhya, nas Upanishads, e por Hiranyagarbha (conforme a tradição indiana, personalidade Divina que revelou a doutrina nos primórdios da civilização), sendo que o conhecimento era de mestre para discípulo. Entretanto, antes de Patanjali tudo é alusivo.

A palavra em sânscrito, Yoga, significa união (que vem da raiz yuj que significa unir). Unir o indivíduo com o Ser Divino, unificando os homens entre si como também a si mesmo. Yoga é uma filosofia de vida de busca pela sua essência, de amor e compaixão, é um modo de ver o mundo e de cultivar o desenvolvimento do ser.

O Yoga Sutra de Patanjali apresenta 196 Sutras. Os dois primeiros julgo como relevantes para refletir sobre os demais Sutras e sobre o que é Yoga:

I-1

Atha yoga-anu??sanam

“Agora se inicia o Yoga”

I-2

Yôgash chitta vritti nirôdhah

“Yoga é a inibição das modificações mentais”

Percebam o primeiro Sutra “Agora se inicia o Yoga”. Se “agora” se inicia o Yoga, e se “Yoga é a inibição das modificações mentais” (conforme segundo Sutra), então o que é Yoga? E daí surgem diversos questionamentos…..

Quando chegamos em Yoga, nesta união, inibimos as modificações da nossa mente? Ou quando inibimos as modificações mentais estamos em Yoga? Mas como chegaremos em Yoga? Como inibir as modificações da nossa mente? O que é mente na filosofia do Yoga?

Pois é, Yoga é um tema complexo, profundo e bastante filosófico. Podemos fazer diversas perguntas para tentar buscar uma compreensão de como experimentar Yoga. Os seguintes sutras compilados por Patanjali descrevem e apresentam como experimentar Yoga e o como podemos viver Yoga.

Mas vamos voltar um pouco a nossa realidade ocidental. O que é Yoga quando vemos em uma escola de Yoga?

Todas as técnicas utilizadas em aulas de Hatha Yoga, por exemplo, como os mantras cantados, as respirações, as técnicas de purificações, as posturas,  são formas de buscar essa união e de tentar controlar o turbilhão de pensamentos que temos em nossa mente.

É importante termos em consideração que fazer asanas (posturas) esculturais não se resume a Yoga e isso nem é Yoga em essência. Não quero desmerecer a importância de nossas aulas de Hatha Yoga e de treinar alguns asanas. Os asanas são importantíssimas técnicas que nos auxiliam a ter um bom domínio do corpo, para irmos do denso ao sutil e para nos preparar para a meditação, que é essencial para união e moksha. Para a filosofia hindu o Yoga é a busca de moksha (libertação).

Mas, de nada nos acrescenta espiritualmente um asana perfeito se nossa mente não esta em equilíbrio, se nosso ego esta prevalecendo, ou se o asana é só para mostrar em redes sociais de que somos capazes de fazê-lo. Yoga é o fundo de um iceberg. Novamente, Yoga é União.

É evidente que os asanas e aulas de Hatha Yoga são essenciais para a nossa busca de Yoga. Com a sobrecarga de estresse diário, demandas sociais e sobrecarga física, as aulas de Hatha Yoga são relevantes e completas para nosso corpo denso e podem trazer grandes benefícios a nossa mente, processos cognitivos e emocionais, alimentação, relações sociais e para nossa energia. Mas se você quer ir mais a fundo, e compreender o que é Yoga a sua definição não se caracteriza a uma aula de Hatha Yoga, e sim vai em busca de outros conceitos e aspectos filosóficos.

Muitos sábios da humanidade não focaram em realizar asanas, mas em praticar a compaixão, a união com todos e com o todo, o respeito ao outro, a conexão consigo mesmo, a aceitação, a gratidão e a entrega. Todos eram humanos como nós. Nós também podemos desenvolver este nível mais profundo de Yoga e de amor, um nível profundo de união. Claro que o caminho é longo, mas de alguma forma temos que dar início a esta busca, com pequenas ações que nos auxiliam ao nosso desenvolvimento humano e espiritual.

O importante não é o asana que você executa, mas a busca interna e o desenvolvimento mental que possui. Na sua prática de Hatha Yoga tente cultivar essa busca interna de equilíbrio emocional, entrega, conexão consigo mesmo, e busque vivenciar um pouco mais do que a ponta do iceberg.

“Agora se incia o Yoga”.

Tudo que você precisa saber antes de começar a praticar yoga

2017-02-16T10:28:21-03:00

Sobre o Autor:

Deixe um Comentário